Mulher dá à luz no chão de maternidade em Manaus

Família se queixa que a mulher tenha sofrido negligência no parto

Na véspera de Ano Novo, a dona de casa Débora Ferreira de Sena, 40 anos, foi dar à luz seu sexto filho na Maternidade Ana Braga, na Zona Leste de Manaus. A família denuncia que a mulher tenha sofrido negligência no parto. Em vídeo, a mulher aparece em trabalho de parto no chão de um corredor da Maternidade. 

A Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam) informou que investiga a responsabilidade pelos atendimentos e que tomará as medidas administrativas em relação ao Instituto de Ginecologia e Obstetrícia do Amazonas (Igoam), contratada para prestar os serviços. 

Chegamos na maternidade durante a madrugada, foi feita a consulta com o médico e ele pediu que a gestante voltasse uma hora depois. A gente voltou pra casa, mas as dores se agravaram. Conforme o tempo solicitado, retornamos para a maternidade. No meio do caminho, a bolsa estourou”, explicou Robson Maciel, irmão de Débora, ao G1.

Ao retornarem à unidade, foi informado que a gestante seria atendida apenas duas horas depois, às 6h da manhã. As dores se tornaram mais intensas e ela começou a sentir tontura. “Chamamos o médico três vezes para socorrer minha irmã e ele dizendo que eram normais as contrações”, contou Maciel. 

Nesse momento, Débora deitou no chão e entrou em trabalho de parto. “A gritaria de outras mães chamou a atenção de um enfermeiro. Ele viu a situação e chamou um médico, que veio e fez somente a retirada do bebê, cortou o cordão umbilical se retirou para chamar um maqueiro”, relatou Maciel.

Segundo a família, os profissionais disseram que o tratamento estava dentro da normalidade. “Estar em um chão gelado não é normal. O médico voltou para terminar os procedimentos e disse: ‘a criança, quando tem que nascer, nasce em qualquer lugar’”, disse o irmão. 

A mãe recebeu alta e o bebê continuou no hospital, para realizar exames.

Via: claudia

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *